O mundo inteiro foi pego de surpresa com o surto de Coronavírus, paralisando muitas das atividades do comércio, educação, lazer e muitos outros setores. 

Mas como não poderia deixar de ser, os caminhoneiros, diretamente responsáveis pelo transporte de alimentos e equipamentos, devem ter o cuidado redobrado para não serem impactados pela doença. 

Isso, porque os serviços de entrega prestados estão entre os classificados como essenciais, já que o abastecimento de supermercados e de outros estabelecimentos que fornecem insumos para a população são prioridade no atual momento. 

Mesmo que diversos tipos de atividades como salões de beleza que fazem design de sobrancelha masculina, papelarias, lojas de venda de roupas e até os shoppings tenham sofrido com a restrição de funcionamento, o transporte de mercadorias não pode parar. 

Sendo assim, o governo e diversas outras entidades estão preocupadas em levar informações para reforçar a importância da prevenção da doença para os caminhoneiros, de modo a reduzir o alcance da contaminação para esses profissionais. 

Por isso, se você atua com o transporte de cargas de alimentos e outros insumos fundamentais para a população em geral, é fundamental conhecer algumas dicas para se proteger em meio a todo esse cenário. 

Para ajudar nessa tarefa, o artigo traz uma explicação geral do que é o Coronavírus e quais ações podem ser tomadas para evitar a contaminação dos caminhoneiros. Siga na leitura. 

O que é o Coronavírus?

Em dezembro de 2019, surgiram relatos sobre a doença, que teve início na China e, desde então, tem se espalhado pelo mundo todo. 

Com sintomas muitos próximos de uma gripe, o Coronavírus pode ser identificado quando alguns sinais são percebidos pelas pessoas, tais como:

  • Febre;
  • Tosse;
  • Dificuldade para respirar;
  • Dor de garganta.

A principal maneira de disseminação ocorre pelo contato humano, por meio de gotículas respiratórias decorrentes de tosse, espirros ou saliva, podendo ser transmitido de diversas formas, como em um aperto de mão ou ao pegar em objetos e superfícies contaminadas. 

O período de incubação do vírus, ou seja, o tempo entre a contaminação e o surgimento de sintomas, pode demorar 5 dias, chegando a intervalos maiores de até 12 dias. 

Já no caso da transmissão de uma pessoas para a outra, isso pode ocorrer em média depois de 7 dias depois que o paciente adquire a doença, mas já existem casos onde a disseminação também é feita por pessoas com ausência de sintomas. 

Por isso, todo cuidado é pouco. Cada situação que precise ser realizada, como a compra de uma vela de ignição para o caminhão, deve ser feita de maneira segura, conforme veremos nas dicas a seguir. 

Dicas de prevenção ao Coronavírus

Os caminhoneiros, profissionais que não puderam interromper a sua atividade em decorrência da pandemia, estão bastante expostos ao risco de contaminação. 

Justamente por isso, é preciso reforçar as medidas de prevenção, evitando o máximo possível as situações que podem gerar a transmissão do vírus, impactando na saúde dessas pessoas. 

Por isso, é importante:

  1. Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos, com água e sabão;
  1. Na ausência de água e sabão, utilizar um desinfetante para as mãos, como o álcool em gel 70%;
  1. Desinfetar também as superfícies que possam ter sido contaminadas, como o painel do veículo, maçanetas e outros objetos, como celulares e chaves do caminhão; 
  1. Efetuar compras necessárias pela internet. Se você precisa pesquisar opções de moura baterias para a troca do item no seu caminhão, uma recomendação é evitar aglomerações em lojas e recorrer ao pedido virtual;
  1. Caso precise tossir ou espirrar, utilizar um lenço para cobrir boca e nariz;
  1. Evitar contato com pessoas que apresentaram sintomas, assim como não tocar as mucosas (olhos, boca e nariz) sem estar com as mãos desinfectadas;
  1. Alterar datas de agendamentos de compromissos, que foram realizados em períodos passados. 

Se você já tinha marcado a sua renovação de CNH, é importante adiar o procedimento para outro momento, principalmente porque o DETRAN estendeu o prazo para regularizar o documento durante o período da pandemia. 

Conclusão

Com as dicas abordadas acima, é possível diminuir as situações de risco. É importante lembrar que, ao apresentar sintomas como os mencionados neste artigo, o profissional deve se dirigir a um hospital, para realização do teste e verificação da saúde em geral. 

Isso, porque pessoas com doenças pré-existentes, ou seja, aquelas que apresentam outros quadros como diabetes, pressão alta e asma estão enquadrados no grupo de risco, sendo orientados a praticar o isolamento, como um modo de evitar a contaminação. 

Sendo assim, os caminhoneiros devem redobrar a sua atenção nesse momento, procurando lavar as mãos sempre que possível e carregar consigo um frasco de álcool em gel, garantindo assim medidas preventivas para passar pela crise de maneira segura. 
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *